6 de mar de 2010

Terapia Floral - A Terapia do Amor

Estamos diante de uma terapia que resgata o “Amor” das pessoas por si mesmas, pelo próximo, pelos seres vivos, pelo planeta e por tudo aquilo que foi criado no Universo.

As essências florais atuam naturalmente nos sentimentos e nas emoções do ser humano. E o primeiro resgate que elas fazem é o reencontro do paciente com o seu verdadeiro amor. Amar é um verbo – e o verbo é sempre uma ação.

Mas, vamos nos ater ao amor por si próprio – que é o princípio de um amor maior, quem sabe do Amor Universal. Sem ele não haveria vida. As pessoas procuram o amor dos outros e esquecem o amor a si próprias.

Uma pergunta básica que se faz nas primeiras sessões de terapia é: ‘você se ama?’ A maioria responde: ‘sim, claro...”. Mas quando o terapeuta pergunta: ‘quem é o seu melhor amigo(a)?’ Temos várias respostas: ‘o fulano de tal, o meu amigo de infância...”, ‘a minha esposa...’, ‘os meus pais...’, ‘sei lá... nunca pensei nisto...’ e, para aquele que já busca o seu caminho de vida, responde: ‘Sou eu mesmo(a)!’.

Parece egocentrismo, mas não o é. Como podemos amar se não conhecemos o nosso amor próprio? Como podemos amar se não nos amamos? Só podemos dar aquilo que temos. Então, um dos alicerces da terapia floral é a busca do paciente pelo seu amor perdido em algum momento de sua vida. Pode ser na idade mais tenra, pode ser no agora – mas o que importa é o reencontro com o seu amor verdadeiro.

Quando isto acontece, a pessoa poderá doar o seu amor ao próximo, ao trabalho, aos animais, a tudo, inclusive ao Universo. Tudo se torna mais claro. Você tem disposição para viver, trabalhar, viajar, etc. A vida é plena, os problemas são passageiros, as virtudes são realçadas, há compaixão, ou seja, você se torna mais objetivo com a vida e os problemas diminuem ou são resolvidos com maior facilidade.

O princípio do amor está na família. Viemos do amor dos nossos pais. Alguns vão dizer: ‘mas a criança que veio ao mundo sem os pais se amarem?’ Eu respondo que um ser somente vem ao mundo quando há amor – mesmo que seja por alguns instantes, e este amor gerou a vida dele.

Muitas pessoas procuram o amor dos outros – isto é um erro, o foco está errado – ame, mas ame incondicionalmente tudo e todos. O que os outros vão fazer com seu amor? Somente eles poderão responder. Ame a sua família, ame o seu trabalho, ame os seus amigos, ame a natureza, ame, ame, ame... Através do seu amor, a Verdade se apresentará para você – e a decisão será somente sua. Não ficará mais ‘dependente emocional’, mas será um doador universal de amor. Não importa a quem – somente ame... E, assim, você estará trilhando o seu verdadeiro caminho de vida!

Autor: Josef Karel Tlach



Um comentário:

  1. A família é um bem maior. Deus criou a família para a sustentação da sociedade.
    Excelente artigo!

    ResponderExcluir

Gostou? Deixe aqui o seu comentário:

Related Posts with Thumbnails

Blogs que visitamos